Skip to content

Finalidade

DSC05971

O MEMORIAL  aborda o período de 106 anos de desbravamentos portugueses ao redor do mundo, desde o nascimento do Infante D. Henrique, Príncipe do Atlântico, em 1394, portanto 106 anos antes da chegada de Cabral a nossa costa em 1500.

Com esse objetivo e com a sua nítida visão universalista, o Infante D.Henrique, terceiro filho de D.João I, Rei de Portugal, dá início em 1415 a um centro de estudos, a primeira “escola” naval dos tempos modernos, no promontório de Sagres, a ponta mais a oeste da Europa, sobre o Atlântico. Ali, o Príncipe do Atlântico reúne os mais renomados cientistas da época, portugueses, árabes, italianos e espanhóis, são matemáticos, geógrafos e cartógrafos, marinheiros e navegadores.

Começa ali o amanhecer de um novo mundo.

Ao longo daqueles 106 anos de navegação marítima, os portugueses inventaram em pleno século XV, a caravela, adaptaram-lhe o leme, a bússola, a balestilha, o sextante, o astrolábio, as cartas de marear corrigidas e aumentadas pelos mestre da “escola” de Sagres, o quadrante (o nônio inventado pelo matemático português Pedro Nunes), a cartografia, a astronomia, os roteiros, enfim, toda a ciência náutica de experiências feitas a serviço de Portugal e Portugal a serviço da Humanidade.

Por esta fórmula desinteressada e valorosa de heroísmo, esse heroísmo anônimo, consciente e prático, os portugueses disseminaram pelo mundo o luso-cristianismo, onde irradiam a civilização grega, o espírito jurídico romano e a teologia judeu-cristã.

No Memorial da Epopéia do Descobrimento, todo este rico período da humanidade, que deu origem a nossa civilização, está a disposição de todos os brasileiros e estrangeiros, que visitam Porto Seguro, berço de nossa História.

São muitos os detalhes que os nossos livros de história curricular não abrangem e por conseguinte, não estão à disposição do nosso povo e não destacam os devidos valores dos feitos que marcaram um dos períodos mais significativos da história e das ciências da humanidade. O Brasil faz parte desta história.

Assim, com o objetivo maior de resgatar a memória cultural de Porto Seguro e contribuir com preservação de seu patrimônio natural e histórico, foi desenvolvido o projeto MEMORIAL DA EPOPÉIA DO DESCOBRIMENTO tendo como base à própria História do Brasil.

O projeto recebeu a chancela do Comitê Executivo para as Comemorações do V Centenário do Descobrimento do Brasil, do Ministério do Esporte e Turismo, estando credenciado a utilizar a marca “Brasil 500 anos” e recebeu também a aprovação da Secretaria da Cultura e Turismo do Estado da Bahia, da Prefeitura Municipal de Porto Seguro, além do apoio Oficial do Governo do Estado da Bahia,bem como do IPHAN,do IBAMA,CRA da Bahia e Secretaria de Meio Ambiente do Município de Porto Seguro.